Buscar

Sexta 24 Novembro 2017

Noticias Urgentes

27/03/2017 09:25

Nova diretoria de Itaipu toma posse hoje em Curitiba

Hoje,  às 11h, no auditório Poty Lazarotto do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, tomam posse a nova diretoria brasileira e integrantes do novo Conselho Administrativo da Itaipu Binacional. O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho, e o governador do Paraná, Beto Richa, já confirmaram presença, além de outras autoridades políticas e do setor elétrico. Durante a cerimônia, haverá a transmissão de cargo do ex-diretor-geral brasileiro Jorge Samek para o engenheiro eletricista Luiz Fernando Vianna.

Vianna assinou o termo de posse no cargo de diretor-geral brasileiro de Itaipu na quinta-feira (23), em Foz do Iguaçu. Os diretores Marcos Antônio Baumgärtner (administrativo), Marcos Stamm (financeiro executivo) e Cezar Eduardo Ziliotto (jurídico), mantido no cargo, também participam da solenidade em Curitiba. A última transmissão de cargo de diretores-gerais brasileiros de Itaipu ocorreu em janeiro de 2003, no Canal da Música, também em Curitiba.

Nesta sexta-feira (24), o Diário Oficial da União traz decreto assinado na quinta-feira (23) pelo presidente da República, Michel Temer, nomeando três conselheiros da Itaipu Binacional, para mandato até 16 de maio de 2020. São eles: Orlando Moisés Fischer Pessuti, Adailton da Rocha Teixeira e Paulo Jerônimo Bandeira de Mello Pedrosa.

Esta mesma edição do Diário Oficial da União trouxe outro decreto presidencial que tornou sem efeito as nomeações de dois diretores de Itaipu, designados por decreto de 13 de março deste ano: Rubens de Camargo Penteado, diretor técnico executivo, e Ramiro Wahrhaftig, diretor de Coordenação.

Conselho

Com a nomeação dos três novos conselheiros, o Conselho de Administração da Itaipu Binacional, margem brasileira, conta agora com cinco integrantes. Os dois que já estavam no cargo são Marcos Bezerra Abbot Galvão, representante do Ministério de Relações Exteriores, e o embaixador Paulo Estivallet de Mesquita. Ambos também têm mandato válido até 16 de maio de 2020.

Há ainda duas vagas não preenchidas, já que o Conselho de Administração é formado por sete integrantes (tanto no Brasil como no Paraguai). Seis deles são conselheiros e o sétimo é o representante da chancelaria, que não tem direito a voto nas decisões do Conselho.

As atribuições e competências do Conselho de Administração são fixadas no Anexo A do Tratado de Itaipu e no Regimento Interno da Entidade. O Conselho realiza seis reuniões ordinárias por ano, de acordo com calendário aprovado na última reunião do exercício anterior. Excepcionalmente, podem ser convocadas reuniões extraordinárias.

Primeiros desafios

Em Foz do Iguaçu, o novo diretor-geral brasileiro de Itaipu falou sobre o Tratado de Itaipu, que deverá receber atenção especial. Ele lembrou que a revisão do anexo C está prevista para daqui a apenas seis anos (em 2023). Outra marca que ele quer imprimir é uma gestão voltada para pessoas e reafirmar as boas parcerias do Brasil com o Paraguai. Ele teve na quinta-feira (23) o primeiro contato com a diretoria paraguaia da usina e com o presidente do Paraguai, Horácio Cartes. A nomeação de Vianna, por decreto presidencial, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 14 deste mês.

Vianna tem forte ligação com Foz do Iguaçu. O pai dele, Clóvis Cunha Vianna, já falecido, foi prefeito do município de 1974 a 1984. A administração de Clóvis Cunha Vianna é considerada um marco no desenvolvimento de Foz do Iguaçu. Foi durante sua gestão, em 1979, que a cidade ganhou seu primeiro plano diretor, elaborado pela Universidade Federal do Paraná, com apoio da Itaipu.

Já a mãe, dona Léa, é a fundadora da Guarda Mirim, que completa 40 anos em julho. A Itaipu tem parceria com a entidade no Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT). Desde 1988, o PIIT beneficiou mais de 5,7 mil jovens com idades de 16 e 17 anos.

Alta produção

Luiz Fernando Vianna assume em um dos melhores momentos da Itaipu, com a usina apresentando altos índices de desempenho operacional e equilíbrio financeiro, com a quitação total da dívida já próxima no horizonte e um plano de modernização tecnológica pronto para ser executado.

História

Vianna é o décimo diretor-geral brasileiro a assinar o termo de posse na história da usina. Antes dele, assinaram o mesmo livro, que traz uma transcrição do decreto presidencial de nomeação, Jorge Miguel Samek (2003 a 2017), Antonio José Correia Ribas (2002-2003), Euclides Girolamo Scalco (1998-2002), Altino Ventura Filho (1998), Euclides Girolamo Scalco (1995-1998), Francisco Luiz Sibut Gomide (1993-1995), Jorge Nacli Neto (1991-1993), Fernando Xavier Ferreira (1990-1991), Ney Aminthas de Barros Braga (1985-1990) e José Costa Cavalcanti (1974-1985). (Crédito da foto: Rubens Fraulini/ Itaipu Binacional)

 

 

{ Últimas Notícias

> Homem invade, discute é morto por namorado de jovem
22/02/2017

> Jornalista detalha drama após queda de avião
12/12/2016

> Diferentes torcidas fazem homenagens à Chape
08/12/2016

> Paraná faz homenagem hoje para a Chape
07/12/2016

> Nono dígito no celular começa a valer a partir do dia 6 no PR, SC e RS
01/11/2016

> Acidente com ônibus deixa 20 mortos e vários feridos no Paraná
31/10/2016

> Resultado em Curitiba, Ponta Grossa e Maringá
30/10/2016

> Ibope, votos válidos: Rafael Greca tem 51% e Ney Leprevost, 49%
30/10/2016

> Onça parda fica gravemente ferida ao ser atropelada por carro
21/10/2016

Pág. 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35

©2010-2011 - A Fronteira - Todos os direitos reservados.